Idade para Namorar: Descubra qual a Recomendada e Segura!

idade para namorar

Essa dúvida é muito comum entre as famílias: qual a idade para namorar recomendada? Afinal, será se existe uma idade definida? Para conferir isso, e outras dicas, continue lendo, que te contaremos tudo.

idade para namorar
Fonte: Unsplash

Uma das características de nossa espécie, comum com outras, é a necessidade de se relacionar com outros. Nascemos em um ambiente que já ocorre relacionamentos. Seja em uma família de mãe e pai, seja em uma família de pai e pai, seja em uma família de mãe e mãe, seja em uma família de avós, dentre outras.

Então, desde criança, temos a idealização de que precisamos desenvolver relações com outros para que possamos ser felizes. Na adolescência, que a cada dia chega mais cedo, os hormônios despertam o desejo nos adolescentes, e surge essa discussão sobre qual a idade para namorar.

Muito cedo ou muito tarde: idade para namorar

Na escola, o adolescente é pressionado para namorar. Os amigos praticam, literalmente, bullying quando o garoto ou a garota não tiveram ainda experiência afetiva. Mas, ao mesmo tempo que se questiona a idade para namorar, eu provoco: quem disse que é preciso namorar – quando esse não é um desejo genuíno, mas por pura pressão social -?

Infelizmente inteligência emocional e autoconhecimento não são temas abordados na escola – a mesma escola que deseja prender o aluno o dia inteiro, ensinando vários conhecimentos que não terão aplicação prática em suas vidas -. Então tome a iniciativa e aprenda sobre como ter amor próprio, e outros temas de autoconhecimento que você pode encontrar no Blog Chama de Amor.

No entanto, ninguém é obrigado a nada. Possuímos o livre arbítrio para que possamos fazer nossas escolhas, assertivas ou não, e assumirmos as consequências desses atos.

Logo, se você for adolescente, entenda que a idade para namorar quem vai escolher é você, apenas quando tiver vontade. E, se você tiver acesso a uma conversa com algum adolescente, faça o bem: converse sobre esse tema tão tabu, e colabore para o crescimento do mesmo.

Como Lidar com as Brincadeiras 

Infelizmente educação é um dos problemas do Brasil – e, francamente, não sei se isso não é intencional -. Ao estar em uma situação que te cobram envolvimento afetivo com brincadeiras, desconfortáveis principalmente, tente conversar com as pessoas que fazem, e falar o quão desconfortável é isso.

Mas se forem pessoas do tipo que não se importam com o sofrimento alheio, simplesmente finja demência e ignore. Ignore, que a partir do momento que aquela piadinha não te afetar, para eles, ela irá perder a graça.

Compartilhe

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.